Loading...
Inovação 2017-06-11T08:22:00+00:00

INOVAÇÃO

Um final de noite em março de 1984, na fábrica da Apple. O som da perfeição, a repetição da qualidade: “O Macintosh vai conquistar o mundo”.

Steve Jobs adorava Edwin Land e Thomas Edison, respectivamente, o inventor da Polaroid e um dos maiores inventores de todos os tempos. Ele os admirava não só pela genialidade, mas pela capacidade de transformar ideias em produtos, e produtos em negócios.

Henry Ford, outro mito americano muito querido de Steve Jobs, costumava dizer que “só há verdadeira inovação, quando a tecnologia é acessível a todos”. Parafraseando o magnata da indústria automotiva dos EUA, podemos dizer que Steve Jobs foi um inovador nato, não tanto por ter inventado tecnologias com forte apelo comercial, mas sim por tê-las feito fáceis de usar, práticas e reprodutíveis em grandes quantidades, resumindo: para todos. Aqui temos quatro visionários atuando da mesma forma: Thomas Edison iluminou a noite; Edwin Land popularizou a fotografia; Henry Ford inventou a mobilidade acessível a todos; Steve Jobs trouxe o computador para dentro de nossas casas e bolsos.

Para todos estes grandes inovadores, e particularmente para Steve Jobs, a linha de montagem como local para repetir e dar escala a produtos de qualidade foi uma ferramenta vital para o sucesso de seu modelo de negócio e inovação social. Só assim uma tecnologia torna-se “para todos”, só assim ela se transforma em inovação.